top of page

eSports Abrem Caminho para o Visto Americano


Com o avanço da tecnologia, meios de comunicação e entretenimento, foram criadas diversas formas de se relacionar e praticar atividades interativas sem sair de casa. Nesse sentido, podemos destacar os vídeos games e jogos online que avançaram suas plataformas e programas de interatividade permitindo aos usuários competir entre si em diversos campeonatos e diferentes modos de jogabilidade virtual, tanto coletivas quanto individuais.


Devido ao estabelecimento de modalidades de competições em níveis definidos nos jogos eletrônicos, esses jogos passaram a ser considerados esportes, mais precisamente eSports. Para adentrar na categoria de eSports, onde os jogadores e competidores são qualificados como atletas, deve se tratar de competições profissionais de games que ocorrem em uma plataforma digital, envolvendo dois ou mais competidores (sejam indivíduos ou equipes), em partidas online ou presenciais sincrônicas e montadas de forma a permitir o acompanhamento de uma audiência.


Uma vez que esses jogadores profissionais se enquadram nessa categoria, são considerados atletas e como atletas eles tem direitos a todos os direitos de atletas de qualquer outra modalidade. Com isso, os jogadores também se enquadram como aptos a requererem os vistos de atleta para os Estados Unidos, tais como P-1 ou O-1 explicitados no nosso post sobre visto de atletas.


Ambas as modalidades de visto permitem a entrada do participante da competição no país, destinado a profissionais de referência e destaque na área e nesse caso no mundo dos games. Profissionais de jogos com grandes competições e destaque internacional como League Of Legends, CS:GO, FIFA, Fortnite já obtiveram sucesso na aprovação de seus vistos.


Vale também mencionar que de acordo com a Entertainment Software Association, em 2009, nos Estados Unidos, a indústria de jogos teve vendas superiores a US$ 10 bilhões e empregou mais de 32.000 pessoas em 34 estados. Provando ser um mercado crescente no país e garantindo uma boa rentabilidade aos profissionais.


Assim, ao ser considerado como esporte, os jogos online também abriram portas para a área acadêmica, tendo em vista que muitas universidades norte-americanas hoje, tem um programa esportivos voltado para o eSports. E nos últimos anos, a rentabilidade que estes esportes estão trazendo para seus patrocinadores, escolas, equipes e atletas é tão grande, o que resultou com que as universidades norte-americanas ofereçam bolsas de estudos para alunos atletas de eSports, igual aos de esportes tradicionais.

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page